Vereadora homenageia socióloga no Dia Internacional da Mulher 

A vereadora Tânia Bastos homenageou, nesta terça-feira(8), com a Medalha de Reconhecimento Chiquinha Gonzaga, a socióloga  Cátia Maria Fonseca Cruz, por sua atuação e influência na vida de outras mulheres, e pelo Dia Internacional da Mulher. O reconhecimento aconteceu no Plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, no centro da Cidade.

Cátia Cruz é Consultora Política de Mulher do Consulado Americano do Rio, relações Institucionais da ONG Novo Mundo Fundecion Brasil e Haiti e articuladora Política do Centro Social Missionário (Conframerj).

A história da homenageada começou de maneira clássica e comum. Infelizmente, como a da grande parte das mulheres brasileiras. Ela veio de uma infância difícil, com poucos recursos financeiros e sociais; cresceu no subúrbio do Rio, convivendo com as impossibilidades. A partir de um sonho, fundou a VATE Consultoria Política e Empresarial que atua na produção e execução de eventos, e elaboração e adequação de projetos, bem como na captação de recursos. Focando na contratação de mulheres, elaborou o “Projeto Inclusão Pedagógica e Autoestima para Mulheres”.

Destinado às mulheres brasileiras espalhadas pelo mundo, especialmente àquelas que não dominam o novo idioma, mas que precisam sobreviver em  sociedades diferentes da de sua origem. O projeto consiste na promoção de cursos de ensino à distância (EAD) para a conclusão do Ensino Fundamental, Médio e Superior. Tudo acontece por meio de parcerias firmadas com instituições do Brasil, em espaços criados para o apoio de brasileiras, como a Casa da Mulher, tanto no Brasil como no exterior.

A vereadora, em seu discurso de entrega da Medalha, resslatou: “Mulheres que não soltam a mão de outras mulheres merecem o nosso agradecimento e reconhecimento. Hoje, é uma data muito especial  e simbólica. Dia perfeito para essa homenagem”, concluiu citando Viola Davis:

“Tudo que você precisa fazer é mover as pessoas só um pouquinho para mudanças acontecerem. Não precisa ser algo enorme”.

“Sinto-me muito feliz! Essa noite, Dia Internacional das Mulheres, é muito simbólico estar aqui, não estou cabendo dentro de mim! Essa trajetória tinha que ser com você, Tânia Bastos! Se você se sente empoderada tire isso de você, temos que nos apoderar do que é nosso!”, comentou a socióloga.

No dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher. A data celebra as muitas conquistas femininas ao longo dos últimos séculos, mas também serve como um alerta sobre os graves problemas de gênero que que vem ocorrendo no mundo.

Imagens:

Por ASCOM Tânia Bastos

cOMENTÁRIOS

Posts mais visualizados