Notícias

Hospital Evandro Freire recebe novos equipamentos tecnológicos

Na tarde desta segunda-feira (27), a vereadora Tânia Bastos acompanhou o prefeito Marcelo Crivella e a secretária Municipal de Saúde, Beatriz Bush, para a entrega de novos equipamentos para o Hospital Evandro Freire (HMEF), na Ilha do Governador, zona norte da Cidade.

“Quero parabenizar o prefeito Crivella por todo o seu empenho e dedicação à Saúde do Rio de Janeiro. Esses equipamentos irão salvar vidas! Isso é gestão!”, comentou a vereadora.

A unidade, que realiza atendimento de urgência e emergência, recebeu 86 novos equipamentos para modernização da estrutura tecnológica. Entre eles: trinta e três respiradores, trinta e três monitores, oito focos cirúrgicos, seis aparelhos de anestesia, quatro aparelhos de eletrocardiograma e dois aparelhos de ultrassonografia. É a prefeitura investindo na saúde da população.

“Nunca foi feito no Brasil um edital internacional para compra de equipamentos médicos. Muita gente achou que não ia dar certo o modelo que propusemos, com 15% de sinal, 5 anos para pagar e sem juros. E ainda exigimos que a empresa se instalasse aqui para fazer a manutenção e instalação dos equipamentos. E foi a mão de Deus. A empresa veio e nos mandou 6 aviões e 3 navios: 170 toneladas de equipamentos”, disse Crivella.

Os equipamentos foram adquiridos na China, e são fruto de um investimento de mais de R$ 370 milhões, da atual gestão, para estruturar e modernizar as unidades municipais de saúde. Foram comprados mais de 18 mil itens. Um dos tomógrafos foi instalado no HMEF e já realizou mais de 4 mil exames.

Durante a pandemia de coronavírus, o hospital dedicou 40 leitos, sendo 30 de enfermaria e 10 de UTI, para atendimento de casos suspeitos ou confirmados da doença. Desde abril já foram internadas 977 pessoas e, atualmente, há sete pacientes em tratamento por COVID.

O Hospital Evandro Freire foi inaugurado em 2013, e é referência na Ilha do Governador para o atendimento de emergência, em especial os casos de trauma. Integrado ao hospital, o Centro de Emergência Regional (CER) ocupa o primeiro andar, com acolhimento, classificação de risco, consultórios e leitos para o atendimento nas especialidades de clínica médica, cirurgia geral, ortopedia e saúde mental, além apoio dos cuidados intensivos na UTI da unidade. O centro cirúrgico é composto por quatro salas e cinco leitos de recuperação pós-anestésica. A unidade tem ainda um centro de imagem equipado com um novo e moderno tomógrafo, comprado pela atual gestão, e que já está em funcionamento desde janeiro de 2020. O hospital atende em média cinco mil pacientes e realiza 150 cirurgias por mês.

Ascom Tânia Bastos com Prefeitura do Rio de Janeiro

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin