Notícias

Vereadores Tânia Bastos e Paulo Messina garantem a primeira pauta do prefeito

15871669_1202247673157799_8483431979464401164_nApós um dia cheio de compromissos como a posse do prefeito e dos vereadores na Câmara do Rio; a transmissão de cargo do prefeito, no Palácio em Botafogo; a noite também foi agitada. Centenas de famílias aguardavam Marcello Crivella (PRB)  para o Encontro com Pais e Familiares de pessoas com Transtorno Espectro Austista (TEA), no Alto da Boa Vista, bairro nobre na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. A sugestão veio do vereador Paulo Messina (PROS), pai de filhos autistas, e da vereadora Tânia Bastos (PRB) – escolhida pelas entidades para ser madrinha dos autistas.

De acordo com o prefeito Crivella, o assunto está entre as prioridades de seu governo. “Teremos um Conselho ligado ao gabinete do prefeito para discutir políticas publicas. Este Conselho será liderado pelo deputado federal Otávio Leite ( PSDB) e o deputado estadual Marcio Pacheco (PSC)”, disse em seu discurso inicial, ressaltando a publicação do decreto 42.758, no Diário Oficial de 1º de janeiro, que estipula prazo de 30 dias para que a Secretaria de Educação apresente um cronograma de nomeação de todos os Agentes de Apoio à Educação Especial aprovados no concurso realizado em 2014.

A vereadora Tânia Bastos é autora de diversas leis e vem lutando desde o inicio de seus mandatos por políticas públicas que possam atender as pessoas que sofrem com este transtorno. Ela ressaltou a falta de apoio dos governos anteriores com relação a esta causa. “Chegou o momento de sermos ouvidos! Tivemos dias ruins, de muita tristeza porque tudo que pedimos e brigamos anteriormente não conseguimos. Cada lágrima de uma criança deixava os nossos corações muito triste. Temos leis estaduais e municipais e precisamos que o poder público faça o seu papel de cumpri-las”, declarou emocionada.

O encontro reuniu autoridades políticas e representantes de instituições defensoras da causa dos portadores de TEA, como o grupo Mundo Azul, o Compartilha e pais que compareceram para tirar dúvidas e sugerir políticas públicas em defesa da causa.

Para o deputado estadual Marcio Pacheco, esta medida em primeiro ato vai mudar o Brasil. “O Rio de Janeiro vai mostrar o quanto esta causa é importante. A maior necessidade que temos é de um político que defenda esta causa. Fico feliz porque hoje o nosso coração ficou mais azul”, disse o parlamentar, atual presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência na Assembleia Legislativa.

Com seu estilo afetivo, o prefeito fez questão de cumprimentar  a todos e ouvir os que se manifestaram.  A escritora Denise Aragão é mãe de um autista e uma das fundadoras do grupo Mundo Azul. Ela agradeceu ao prefeito por fazer desta causa uma prioridade na sua pauta. “Em que gestão anterior, nossos filhos estiveram presentes na primeira pauta do prefeito? Nenhuma. Nossos filhos sempre foram esquecidos, discriminados e abandonados. A grande verdade é que o autismo é conhecido como síndrome dos invisíveis porque ninguém lembra deles”, frisou.

O TEA é um transtorno do neurodesenvolvimento infantil caracterizado por dificuldades na interação social, comunicação, comportamentos repetitivos e interesses restritos. Nos últimos anos, vem se percebendo um crescimento no mundo em relação ao autismo na sociedade. De acordo com o prefeito, o encontro foi apenas um gesto. “Um primeiro passo, um rumo que estamos tomando para assumir um compromisso. Virão outros. Ninguém vai trabalhar sem ouvir os pais. Vamos cuidar das pessoas”, concluiu o líder de governo.

O Encontro também contou com a presença do vereador Cláudio Castro (PSC); o deputado federal Otávio Leite e do Dr. Eduardo, presidente do Hospital Clementino Fraga.

Por Leticia Namorato/ ASCOM Tânia Bastos ([email protected])

Fotos: André Barbosa

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin