Notícias

Vereadora Tânia Bastos participa da Conferência Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres do Rio

DIVULGAÇÃO SPMA IV Conferência Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres do Rio, que debateu o tema da Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres: “Mais direitos, participação e poder para as Mulheres, ocorreu nesta última sexta-feira e sábado (11/9 e 12/9), no Centro de Convenções SulAmérica.

A mesa de abertura foi presidida pela secretária da SPM-Rio, Ana Rocha, contou com a secretária Executiva da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR) Linda Goulart, o secretário executivo de Coordenação do Governo da Prefeitura do Rio Pedro Paulo, representando o prefeito Eduardo Paes, a deputada federal Jandira Feghali, a superintendente de Políticas Intersetoriais Ciomara Santos, representando a subsecretaria de Políticas para as Mulheres do Estado do Rio de Janeiro (SPMulheres), a deputada enfermeira e presidente de Comissão de Mulheres da ALERJ, Rejane Almeida, a vereadora e presidente da Comissão de Mulheres na Câmara de Vereadores, Tânia Bastos, a juíza Adriana Mello, representando o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ/RJ) e as representantes da sociedade civil e integrantes da Comissão Organizadora, Eleuteria Amora pela CAMTRA, Angela Sá pela União Brasileira de Mulheres (UBM) e Marcelle Esteves pelo Fórum de Mulheres Negras.

 A secretária Ana Rocha abriu o evento dizendo que a IV Conferência ocorre já com duas principais demandas da Conferência anterior: a criação da SPM-Rio, em janeiro de 2013, e a criação do Conselho dos Direitos da Mulher do Rio de Janeiro (CODIM-Rio), em julho de 2015. “Essas conquistas das cariocas são fundamentais para a implementação de mais políticas públicas para as mulheres, por um lado, e por outro o monitoramento da aplicação dessas políticas com participação não só do poder público, como da sociedade civil organizada”, avaliou.

A vereadora Tânia Bastos destacou a importância do encontro. “Inicia-se hoje uma nova era, uma nova história para as políticas relacionadas para as mulheres, pois estávamos sendo sub-representadas. Na última Conferência Estadual, a participação das cariocas foi reduzida porque não tínhamos nem mesmo o Conselho dos Direitos das Mulheres. Agora avançamos. Isso é fruto do empenho da SPM-Rio, da Câmara de Vereadores e da sociedade civil como um todo que há anos reivindicam este órgão”, afirmou.

O evento reuniu cerca de 600 mulheres, entre representantes do poder público, da sociedade civil, de movimentos feministas, partidos políticos e centrais sindicais. As mulheres avaliaram o que já está em desenvolvimento e definiram estratégias para avançar, apontando caminhos e mecanismos que contribuam para o fortalecimento das politicas públicas para as mulheres.

Entre as propostas estão: a criação do sistema Nacional de Politica para as Mulheres e do Fundo Nacional, Estadual e Municipal (com efetiva participação, transparência e controle social) para atender as políticas para mulheres nos Estados e Municípios; introdução das políticas de gênero, raça, etnia, nas escolas, a partir da educação infantil, através da articulação da SPM-Rio e Secretaria de Educação, podendo-se contar com o apoio da câmara temática da SPM-Rio; instituição de programa de valorização e visibilidade do futebol feminino possibilitando sua inserção na disciplina /matéria da educação física das escolas públicas municipais e estaduais e Mobilização e articulação dos grupos de mulheres negras junto ao conselho. A forte presença da zona oeste colocou como uma das principais demandas, a criação de um Centro Especializado de Atendimento a Mulher Vítima de Violência Doméstica na região.

Na ocasião forame eleitas as delegadas municipais que participarão da IV Conferência Estadual, que acontecerá em dezembro deste ano.

Com informações e Foto da SPM-Rio

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin