Notícias

Prefeitura do Rio, vereadora Tânia Bastos e Força Jovem se unem contra o crack

driblando o crackA Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), realizou uma nova operação de combate ao crack no Jacarezinho, zona Norte da cidade. No total, 95 pessoas – 86 adultos e 9 crianças e adolescentes – foram recolhidos do local. Esta é a 10ª ação no local, só em 2011. De março a outubro, a secretaria já realizou 578 acolhimentos somente nesta comunidade.

A ação começou por volta das 8h e contou com o apoio das polícias Militar e Civil. O trabalho envolveu mais de 60 policiais do 3º BPM e da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), além de 31 profissionais da SMAS, dentre psicólogos, educadores e assistentes sociais. A polícia também encontrou facas, cachimbos para o consumo do crack, documentos e objetos roubados.

Após o processo de identificação na polícia, todos os acolhidos serão encaminhados para as unidades de abrigamento da Rede de Proteção Especial do Município. Os adultos irão para o abrigo de Paciência e as crianças e os adolescentes para a Central de Recepção Carioca, no Centro. Aqueles menores que forem identificados com alto grau de comprometimento com a dependência química serão conduzidos para tratamento em uma das quatro unidades de abrigamento compulsório.

 A Secretaria Municipal de Assistência Social já realizou no total, em diferentes pontos da cidade, 1.938 acolhimentos (1.597 adultos e 341 crianças e adolescentes) desde o dia 31 de março deste ano.

Preocupada com o aumento do número de dependentes químicos, a vereadora Tânia Bastos está apoiando o grande evento “Driblando o crack”, promovido pelo Força Jovem Brasil, que vai acontecer no próximo sábado (8/10), das 14h às 19 horas, no Estádio do América ( Cosmorama, nº200, Edson Passos, Mesquita). “A prevenção é fundamental quando o assunto é o uso e abuso de drogas. Esse evento vai contar com a presença de jovens, incentivar a prática esportiva através de uma partida de futebol com a presença de artistas da Record e a expectativa é que 300 toneladas de alimentos sejam arrecadas e distribuídas para diversas instituições que tratam de dependência de química. A iniciativa é louvável e merece ser divulgada”, afirma Tânia Bastos.

Por Vanessa Santana com informações da Prefeitura do Rio

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin