Notícias

Embaixada da Liberdade vai atender jovens vítimas do crack

emcrackA Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) inicia nesta quarta-feira (16/12), mais um round na luta contra a epidemia de crack que destrói a vida de centenas de crianças e adolescentes na cidade do Rio de Janeiro. Às 15h, na Avenida dos Democráticos, 535, em Bonsucesso, o gongo anunciará a abertura da primeira Embaixada da Liberdade do município, destinada ao atendimento social e psicológico de meninos e meninas até 17 anos e 11 meses, usuários e dependentes de drogas, especialmente o crack.

Além do apoio irrestrito do prefeito Eduardo Paes, que apresentou no último dia 3 de novembro o Plano de Ação contra o uso do Crack, a SMAS convocou para o enfrentamento às drogas o espírito guerreiro e contestador de Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha, dramaturgo carioca que dá nome a nova unidade da Rede de Proteção Social do município.

A Embaixada da Liberdade Vianinha terá espaço para acolher a 25 crianças e adolescentes, em sua maioria pesos pena devido aos diversos tipos de violência a que estão expostos nas ruas, e, em especial, nas “cracolândias”. No local, a estratégia será fundamentada no modelo de abordagem psicossocial e na lógica da redução de riscos e danos à saúde. Ou seja, enquanto a rede socioassistencial do município atua na prevenção ao uso das substâncias psicoativas, a Embaixada da Liberdade trabalhará para que os jovens acolhidos e suas famílias sejam acompanhados por uma equipe de profissionais especializados, encaminhados aos serviços da rede de saúde e assistência social e incluídos nas demais políticas públicas de garantia de direitos oferecidos pela Prefeitura do Rio.

Na Embaixada, as crianças e adolescentes terão a disposição um espaço que tem como princípios a defesa intransigente de direitos, a reconstrução de suas vidas e o resgate da cidadania. Nela, os jovens terão a disposição leitos individuais, todas as refeições diárias, material de higiene pessoal, além da possibilidade de participarem de dinâmicas de grupo e outras atividades lúdicas e pedagógicas desenvolvidas por educadores sociais que os acompanharão 24 horas por dia.

Outro foco importante da iniciativa municipal será a multiplicação das ações de combate ao uso abusivo de drogas e o desenvolvimento de uma cultura de paz. A idéia é estimular o protagonismo desses jovens para que todos levem para dentro de suas famílias e comunidades a política de enfrentamento à violência urbana e ao uso de substâncias psicoativas elaborada pelo Núcleo de Direitos Humanos da SMAS, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil.

Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin