Notícias

Vereadora diz sim aos call centers

tbplenarioA Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou nesta terça-feira, 12 de maio, em primeira discussão, o projeto de lei do Poder Executivo, que cria incentivos fiscais para a implantação de empresas prestadoras de serviços de representação realizados através de central de teleatendimento, o call center.

Através desse projeto, o prefeito Eduardo Paes pretende revitalizar a área AP3,  zona Norte da Cidade. Com a presença de 41 vereadores , o projeto foi aprovado por unanimidade sob aplausos do público nas galerias do plenário. O projeto  deve receber emendas dos vereadores e voltará para apreciação em segunda discussão.

“Este projeto vai gerar empregos para os bairros de Ramos, Penha, Inhaúma, Méier, Irajá, Madureira, Ilha do Governador, Anchieta, Complexo do Alemão, Pavuna, Jacarezinho, Maré, Vigário Geral. Esse bairros que representam 40% da população da cidade.  Não poderia votar contra a essa iniciativa positiva da Prefeitura”, disse a vereadora Tânia Bastos.

O presidente do Instituto Pereira Passos (IPP) e Assessor Chefe para Assuntos Econômicos do Rio, Felipe Góes,  que acompanhou de perto a votação, acredita que a iniciativa vai gerar de mais de 100 mil empregos nos próximos cinco anos,  além do aumento na arrecadação mesmo com redução fiscal do ISS, a partir da implantação das centrais de atendimento (call centers).

Os call centers formam um dos setores que mais crescem no Brasil a taxas anuais de 10%, sendo resistente à crise e empregando mais de 700 mil pessoas.  Dessa totalidade, 45% são de jovens entre 18 anos e 24 anos com foco no primeiro emprego formal.

A Prefeitura também pretende participar da requalificação do entorno das áreas degradadas (vias, iluminação, transporte e segurança), além de apoiar na identificação de áreas para investimentos (galpões).

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin