Notícias

Marcos Pereira é reeleito por aclamação presidente do PRB

Marcos-Pereira_11O advogado Marcos Pereira foi reeleito nesta quinta-feira (7/4) por aclamação para mais quatro anos na presidência do PRB. A Convenção Nacional do partido foi realizada no auditório da Câmara Legislativa, em Brasília, e contou com a presença de republicanos do Brasil todo, entre eles, o ministro do Esporte, George Hilton, o senador Marcelo Crivella, o deputado federal Celso Russomanno.

Pereira assumiu o partido em maio de 2011, sucedendo o então deputado federal Vítor Paulo. Nesse período, o PRB cresceu em número de filiados, vereadores e prefeitos, e em 2014 alcançou o maior êxito ao saltar de oito para 21 deputados federais, e de 19 para 32 estaduais. Embora todo esse sucesso, o líder republicano afirma que há desafio ainda maior.

 “O mais importante ainda precisa ser feito: tirar a política das páginas policiais e mostrar ao cidadão de bem que há, sim, esperança”, convoca Pereira. Para ele, “é uma árdua missão tirar um projeto político do nada e fazê-lo protagonista em apenas 10 anos. Ainda mais difícil hoje é resgatar a confiança dos brasileiros na boa política”, afirma ele, que tem percorrido o Brasil levando essa mensagem.

O presidente reeleito afirmou que o PRB não é só mais um partido em meio a 32 siglas, criticou duramente o mau uso dos recursos públicos e exaltou o republicanismo. “Ser republicano é não dividir o Brasil entre ‘nós e eles’, entre ‘vermelhos e azuis’. Ser republicano é a arte de unir as pessoas, é elevar a ‘coisa pública’ em detrimento da ‘coisa minha’. É combater favorecimentos a uns poucos e exaltar os interesses coletivos”, disse em alusão a Pereira

A falta de estadistas no cenário político brasileiro atual também foi lembrada por Pereira. “Faltam estadistas. Faltam líderes políticos comprometidos com as próximas gerações. O que temos visto hoje são lobos e raposas de olho apenas no ganho particular”. Em vista disso, o presidente comprometeu-se reverter esse cenário. “Quero que vocês estejam comigo nesse mesmo espírito. Temos um país inteiro pra ganhar”, afirmou Pereira.

crivellaCrivella trouxe à memória uma das máximas do ex-vice-presidente Zé Alencar, um dos fundadores do PRB. “Nós vamos nos engrandecer servindo o povo, e o povo confiará em nós se nos mantivermos limpos”. Ele também afirmou que “Deus escolheu o capixaba (Pereira é do Espírito Santo) para nos trazer vitórias contra os piratas da política”, em alusão à derrota do pirata inglês Thomas Cavendish em Vitória, em 1590, depois de destruir parte do Brasil.

 Já o ministro Hilton disse que a recondução de Pereira na presidência do PRB é “inequívoca” porque ele “vem conquistando o respeito não só dos de dentro, mas de toda a classe política”. Ele também lembrou das críticas que recebeu ao ser indicado ministro, quando diziam que ele não entendia de Esporte, mas destacou que em pouco mais de 100 dias o partido provou que “leva o Brasil a sério”.

russomanoRussomanno chamou Pereira de “grande estrategista” e ressaltou que o companheirismo de sua esposa, Margareth, tem feito toda a diferença no projeto republicano. Ele mais uma vez disse que não sai do PRB e disse ter rejeitado o convite para concorrer a prefeito de São Paulo por outro partido. “Isso está completamente fora de cogitação”, garantiu Russomanno.

Também se pronunciaram as deputadas federais Rosangela Gomes (coordenadora do PRB Mulher) e Tia Eron, os deputados federais Beto Mansur, Cleber Verde e Jhonatan de Jesus, além do secretário nacional do PRB, Evandro Garla, que encaminhou a votação. Todos os detalhes você confere no portal nacional do PRB,clicando aqui.

Leia abaixo o discurso do presidente Marcos Pereira.

pereira2Discurso – Convenção Nacional

Bom dia!

Antes de tudo, eu agradeço a Deus a oportunidade de estar nesta manhã na companhia de todos. Esse novo trecho da nossa história não poderia ser escrito sem vocês.

Agradeço à minha esposa, Margareth, companheira de todas as horas, de todos os momentos. Há 24 anos ela tem sido fundamental na minha vida.

((( Saudações à mesa e presentes )))

Este é um daqueles dias em que você tira os olhos do parabrisa por alguns minutos para observar pelo retrovisor o que passou num determinado instante de tempo.

Há quatro anos, aqui mesmo em Brasília, eu assumia um dos maiores desafios da minha vida. Naquela ocasião, confesso, eu ainda não me dava conta da importância disso tudo.

Não se tratava apenas da gestão e construção de um partido político – mais um partido político. Era a oportunidade de colocar minha vida a serviço do meu país.

É uma árdua missão tirar um projeto político do nada e fazê-lo protagonista em apenas 10 anos. Ainda mais difícil hoje é resgatar a confiança dos brasileiros na boa política.

Tenho dito “boa política” porque o que temos visto hoje não é a essência da expressão “política”. A “pólis” tem sido vilipendiada por marginais engravatados.

Nesses quatro anos, alcançamos resultados concretos em termos de crescimento do PRB. Os números comprovam. Em 2014 fizemos história no Brasil.

Saltamos de oito para 21 deputados federais, com quatro primeiros suplentes com chances de assumir, e de 19 para 31 deputados estaduais, e um distrital.

Ocupamos o Ministério da Pesca, quando dobramos a produção de pescado no Brasil, e agora assumimos o Ministério do Esporte, com o deputado George Hilton.

Também estamos à frente de três importantes secretarias estaduais de Esportes – São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, além de outras pastas em todo o país.

O PRB alcançou a 1ª Secretaria e a Comunicação da Câmara dos Deputados, e lidera um bloco de 38 parlamentares. Isso é protagonismo.

Mas o mais importante ainda precisa ser feito: tirar a política brasileira das páginas policiais e mostrar ao cidadão de bem que há, sim, esperança.

O PRB não é só mais um partido político. É nossa trincheira contra os corruptos e corruptores, é nossa bandeira em favor do republicanismo.

Você pode perguntar: mas o que é esse republicanismo? É não dividir o Brasil entre “nós e eles”, entre “vermelhos e azuis”. É a arte de unir as pessoas.

Ser republicano é elevar a “coisa pública” em detrimento da “coisa minha”. É combater favorecimentos a uns poucos, aos “aliados”, e exaltar os interesses coletivos.

É construir políticas públicas eficazes e condenar a ineficiência, os privilégios e a corrupção. Ser republicano é amar o Brasil como ele é: um país de todos de verdade.

Faltam estadistas. Faltam líderes políticos comprometidos com as próximas gerações. O que temos visto são lobos e raposas de olho apenas no ganho particular.

O Brasil precisa, mais do que nunca, de homens e mulheres de visão que transmitam valores indeléveis à nação. São esses valores que garantem o nosso futuro.

Vivemos momentos difíceis na economia. Não se via situação semelhante em 20 anos. Paramos de crescer. Estamos regredindo. Isso é inadmissível.

Esse cenário é fruto da falta de diálogo, da arrogância e da própria corrupção, que rouba dos brasileiros não só o dinheiro dos impostos, mas a própria fé.

Sabemos que a sustentação de um líder político é a confiança do seu povo. É a fé depositada nas suas decisões e nas suas ações. É isso que tem faltado ao Brasil.

Quero contribuir para reverter esse cenário desolador. E quero que todos vocês estejam comigo nesse mesmo espírito. Temos um país inteiro pra ganhar.

Vocês precisam me ajudar a transmitir aos brasileiros nosso jeito de fazer política. Só com o bom exemplo é que vamos resgatar a confiança das pessoas. Não tem outro jeito.

Precisamos crescer. Nossa meta é triplicar, já para as próximas eleições, a presença do PRB nas câmaras municipais e prefeituras em todo o país.

É também preparar o partido para o que virá em 2018. Vamos lançar candidatos aos governos, senado e ampliar ainda mais nossas bancadas federal e estaduais.

Há também aquela máxima: partido que quer crescer tem que disputar eleição. Sendo assim, podem se preparar: queremos disputar a Presidência da República.

Obrigado pela confiança. Vamos em frente. Vamos à luta!

Diego Polachini – Comunicação – Presidência Nacional

Fotos – Douglas Gomes

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin