Notícias

Rio de Janeiro adere à campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a mulher e Cristo Redentor ficará lilás

16 Dias de AtivismoEsta segunda-feira, dia 25 de novembro, marca o Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e o início da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência, que vai até dia 10 de dezembro, quando se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

O Rio de Janeiro participa da campanha. O Cristo Redentor, no Corcovado, zona sul do Rio, será iluminado com a cor lilás. O estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, exibirá em todos os jogos mensagens pelo fim da violência contra as mulheres.

A iniciativa integra o programa Mulher, Viver sem Violência, que visa a sensibilizar e conscientizar a população sobre os direitos das mulheres e o fim da impunidade para seus agressores.

Lançado em março, o programa prevê a construção de centros (Casa da Mulher Brasileira) em todas as capitais, espaços para acolhimento e orientação para o trabalho.

O governo espera atender cerca de 200 mulheres por dia e 72 mil por ano em cada um deles. Devem ser investidos, até 2014, R$ 265 milhões, sendo R$ 115,7 milhões na construção dos centros, compra de equipamentos e manutenção.

Presidente da Comissão Permanente de Defesa da Mulher da Câmara do Rio de Janeiro, a vereadora Tânia Bastos ressalta que a conscientização ainda é o melhor caminho para a redução do índice de violência contra a mulher. “Infelizmente, a cada duas horas, uma mulher é assassinada no país; 30% das mulheres já sofreram algum tipo de violência doméstica; e, a cada dois minutos, cinco mulheres são violentamente agredidas. Em 2012, 50.617 casos de estupro foram registrados. Não podemos permitir que estes casos continuem ocorrendo. Precisamos não somente de políticas públicas eficazes, mas que as mulheres não tenham medo e denunciem os agressores”, concluiu.

Comentários

Compartilhe nas Redes Sociais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin